Buscar

Escolhendo o melhor terapeuta

Atualizado: Jun 15

Esse texto é pra você, que ainda está insegura sobre procurar alguma terapia holística por não conhecer os terapeutas da área.

Também é pra você que está em seu caminho de autoconhecimento e procura alguém que lhe ajude a dar os próximos passos!


Recomendo que você conheça diversas terapias e terapeutas antes mesmo de passar por algum trauma ou dor mais severa, pois estando mais inteira, sua capacidade de análise será maior e você reduzirá as chances de ser enganado por alguma pessoa mal intencionada, que poderia se aproveitar de um momento de fragilidade para ganhar dinheiro com sua dor.


Mas se a situação já está crítica, é bom que você tenha um guia para saber o que avaliar, antes de sair comprando 'pílulas milagrosas' ou terapias revolucionárias de "Charlaquânticos" de plantão.



Corra dos vendedores de pílulas mágicas!


Agora sim, vou passar alguns critérios interessantes para que você encontre um bom terapeuta.


Primeiro: observe a conduta

Aqui vale ressaltar que é a conduta dentro e fora da sala de atendimento.

Ele critica outros terapeutas ou terapias? Critica os médicos ou a medicina tradicional?

Oferece seus tratamentos e cursos como a ÚNICA solução ou solução DEFINITIVA para TODOS os seus problemas?

Fale com quem já foi atendido por ele, veja as impressões das pessoas. Não só do tratamento em si, mas da pessoa que fez o atendimento. Indicações são sempre bem vistas e bem vindas.

Uma pesquisa em redes sociais (Não a da página oficial, mas o perfil pessoal) pode esclarecer muita coisa também. Tire uns minutinhos para fuçar a rede social do terapeuta que pretende visitar.


Segundo: observe a coerência

Qual a conduta desse terapeuta? Ele vive aquilo que aplica nos outros?

É a mesma coisa que procurar um nutricionista com obesidade mórbida, ou um dentista com bafo!

Veja só, o terapeuta não precisa falar mansinho, bonitinho, só andar de branco e abraçar árvores. Aliás, quem é assim nas redes sociais ou na frente das câmeras, muitas vezes está interpretando.


Observe bem! Tem gente que se vende como terapeuta, mas a especialidade é o marketing!


O mais importante é que não haja diferenças entre quem ele diz que é e quem ele é de fato.

Aprendi que o ser humano tem um radar para detectar quem não é íntegro. Tem coisa que você sente! Sinta se o terapeuta é honesto e coerente quando ele te atende!


Terceiro: observe a estrutura

O terapeuta tem um espaço apropriado para te atender?

Qual a estrutura? É limpo? É organizado? É agradável?

O espaço que ele atende normalmente reflete a sua própria vibração, então se o espaço não estiver organizado, higienizado, acolhedor de forma geral, é improvável que o terapeuta esteja bem o suficiente para lhe atender.

Eu sei que nem todos têm condições de ter um espaço de atendimento (por isso abrimos o Kyoshin, para acolher e apoiar esses terapeutas), mas energeticamente não é bom ser atendido em um espaço não apropriado para isso. Digo isso por que muitos terapeutas atendem em casa, e aí a atenção deve ser redobrada.


Quarto: compare

Veja as avaliações de usuários. Converse com eles. Compare os resultados de cada um!

Compare também os terapeutas. Veja os praticantes da mesma modalidade de terapia. Perceba a diferença entre eles. Alguns (como eu) são mais racionais e se colocam mais como professores, outros abordam de forma mais mística, outros se colocam mais como gurus ou de forma mais religiosa...

Sinta com qual você terá mais afinidade.


Quinto: teste

Faça uma visita inicial. Vá para conversar, apenas, conhecer o terapeuta. Vá de coração e mente abertas, mas não esqueça de abrir os olhos também!

Como você se sente em contato com ele?

Como se sente no ambiente que ele atende?

Ele oferece um atendimento experimental ou sai cobrando antes de tudo?

Lembre-se de não entregar sua energia (e sua saúde) nas mãos de qualquer um.


Sexto: observe a postura social

Esse é um opcional, ou melhor, é um critério que eu uso, mas nem todo mundo faz questão.

O terapeuta faz atendimentos diferenciados para quem não tem condições financeiras?

Tem algum trabalho social, solidário ou assistencial?

Eu tendo a dar preferência a quem faz esse tipo de trabalho, mas o critério é de cada um.



Sétimo: observe sempre os RESULTADOS

Se o terapeuta está ajudando as outras pessoas, fazendo o bem, espalhando coisas boas, é sinal de que ele merece um voto de confiança!


Pode ser que tenha uma ou outra avaliação negativa. Nem todo cliente sai satisfeito de um processo de terapia, principalmente se a expectativa não estiver bem alinhada desde o começo.


Fato é que a maioria dos atendidos deve sair melhor do que quando chegou!


É isso! Pesquise bastante, e vá em frente com confiança de que fez a melhor escolha.



O terapeuta não te cura, mas te "dá uma mãozinha" pra você florescer!


Se a terapia é uma jornada, o terapeuta é um amigo que irá te acompanhar nela. Então que seja uma jornada agradável e que ambos possam sair desse processo maiores e melhores!


Espero ter te ajudado em sua busca!


Grande abraço!


Valter

0 visualização

© 2020 por Kyoshin. Artes geradas com Canva Pro.