Buscar

Estressada demais pra viver

Atualizado: Abr 17

Acho sempre melhor cuidar da parte preventiva do que ter que se virar quando a vaca já foi pro brejo.

O problema é que as pessoas (isso me inclui se eu não me cuido) se levam até o limite antes de fazer alguma coisa por elas mesmas, e na maioria dos casos, algum estrago já está feito.


Então o post de hoje é pra você, que anda tão pilhado que não tem tempo nem de respirar.



Pra quem deixa a pressão chegar no limite... (Photo by Cristian Newman on Unsplash)

Se você anda estressada demais pra viver e cheia de problemas pra resolver ao ponto de não se cuidar, você acabou de cair num círculo vicioso onde infelizmente, além de você perder bastante, quem te ama também perde.


Quanto mais você se estressa:

  • Menor é a sua percepção do que há de bom ao seu redor. Coisas legais passam batido.

  • Maior é a sua percepção de que coisas bobas, ou neutras, são ruins. A velha tempestade num copo d'água.

  • Pior é a qualidade da sua presença ao lado de quem você ama e nos momentos mais preciosos. Você está cansado demais, distraído demais, irritado demais, ou simplesmente não está lá, só de corpo presente.

  • Piores se tornam seus hábitos de descanso e alimentação.

  • Pior fica a sua saúde.

E... mais estressado você fica, por que as coisas vão continuar tendo que ser resolvidas, você estando inteira ou não!


Em outras palavras, sua qualidade de vida cai de formas mais sutis até chegar num ponto físico. Daí se você não cuida da sua saúde, acaba tendo que cuidar da sua doença!

O que fazer?


Primeiro. Pare.

Segundo. Respire.

Terceiro. Observe ao seu redor e aprenda a se colocar em perspectiva.

Quarto. Coloque o que realmente importa no topo da sua lista de prioridades.


Ao fazer isso você vai perceber que:

  • Nada, ou quase nada que acontece ao seu redor é pessoal, ou está tentando te atingir, te prejudicar, te derrubar ou nada do tipo.

  • Assim como você, todos os outros quase oito bilhões de pessoas no mundo, estão tentando ser feliz, cada um do seu jeito, mas também não estão focando no que favorece essa felicidade, e mesmo assim, tá tudo bem.

  • Quando todo o resto fica menor em perspectiva, você cresce em auto estima, pois seu amor próprio acaba vindo a tona. Você sai do turbilhão.

  • Ao se desapegar de querer as coisas “Exatamente-Do-Jeitinho-Que-Você-Quer-Se-Não-Não-Tá-Bom”, a sua vida vai fluir melhor.


Já pensou, que legal?


Ah, na teoria é fácil...


Não consegue?


Se você é daquele tipo de pessoa que já tentou meditar, fazer yoga, mentalização, etc etc etc, e nada deu certo por que você simplesmente não consegue, vou te dizer duas coisas.


1 - Pedir ajuda não te faz fraca.

2 - O Reiki pode te ajudar.


Sabe aquele estado zen que as pessoas ficam quando meditam? Durante uma sessão de Reiki você acaba sendo colocada naquele nível de relaxamento, mesmo se você for daquele tipo que não tem paciência para parar por cinco minutos. Daí assim que você entrar nesse estado, um monte de coisa boa vai acontecer, de dentro pra fora, desde níveis sutis (mentais, emocionais) até chegar no seu corpo.


A sensação vai ser tão boa que aquele turbilhão de pensamentos, dores, medos, raivas e preocupações, vai ficar pequenos ou até sumir!


Outra coisa é que se você prolongar seu contato com o Reiki e se aprofundar na parte filosófica, vai acabar incorporando os princípios no seu dia a dia. Vai aprender a adotar posturas mais saudáveis perante as situações da vida, sem precisar se preocupar ou se aborrecer (Os dois primeiros princípios do Reiki). Não tem como ser diferente. É como aprender a ler. Não dá pra desaprender.


Garanto que essa busca vai ter fazer muito mais bem do que segurar o peso do mundo sobre suas costas.


Se você está estressada demais para se cuidar, ou estressada demais para viver, é melhor parar para repensar a suas prioridades.


Repense sua vida.


Cuide de quem mais importa: Você mesma!

10 visualizações

© 2020 por Kyoshin. Artes geradas com Canva Pro.