Buscar

O stress de sempre na páscoa de quarentena

A gente vivia estressado antes do recolhimento coletivo.

Agora estamos estressados por que não aguentamos mais ficar em casa.

Antes era o trânsito e os milhares de compromissos.

Agora é por que o filho não dá sossego.

Antes era por causa do presidente (seja por apoio ou por oposição).

Agora, também.


Você já parou pra pensar nisso?



China, petróleo, greves, política... O que acontece no mundo lá fora é apenas estímulo para que você justifique o seu estado de espírito. Para que você olhe para todos os lugares, menos para dentro.


Para que você tenha sempre um Judas pra malhar.


Olhe nos olhos do seu stress... não para os fatos externos, mas para o sentimento mesmo. Faça dele um professor e pergunte: o que eu ganho sendo assim? o que eu aprendo? Por que eu preciso disso?

Olhando por outro lado, se você esperar algum acontecimento externo te trazer paz interior, você vai se frustrar.

Paz interior é antes de tudo uma escolha, mas também uma busca. É algo que você constrói todo dia, através das decisões que toma perante tudo que acontece.


Isso vai muito além de qualquer vírus ou quarentena.


Se você se coloca à mercê de toda notícia que aparece no noticiário, sem qualquer filtro de bom senso, dificilmente você conseguirá manter uma boa saúde mental.


Mas não precisa ser assim. Você pode escolher um caminho mais leve.

É só parar. Respirar. Olhar para dentro, pelo menos por um instante e acolher tudo do jeito que é, e não do jeito que você queria que fosse.


A gente fala que não muda os outros, mas e a gente mesmo, será que a gente muda?


Talvez nosso papel seja simplesmente se acolher e se cuidar... as mudanças positivas virão como frutos da nossa iniciativa. Sem forçar a barra. Sem julgamentos, esse não é nosso papel. Também não somos o Pôncio Pilatos...


(Por falar nele, vamos lembrar de lavar as mãos.)



Talvez essa quarentena seja uma analogia à páscoa para a humanidade...

Depende da gente, daqui a três dias (ou meses) de recolhimento, renascer como uma versão melhor de humanidade, se possível mais crística e menos cristã.


0 visualização

© 2020 por Kyoshin. Artes geradas com Canva Pro.